https://www.honeywell.com/us/en/search.html

Q&A: will.i.am Fala sobre Máscaras

Q&A: will.i.am Fala sobre Máscaras

Eis o que ele tem feito durante a pandemia

O cantor, compositor, produtor, empresário, inventor e fundador do Black Eyed Peas tem estado ocupado durante a pandemia.

Ele tem feito música, exercitado mais e cozinhado em casa. Ele também criou a XuperMask.

A seguir está o que ele tinha a dizer sobre sua ideia.

O que o inspirou a criar a XuperMask?   

Quando a pandemia eclodiu, rapidamente ficou claro que as máscaras seriam um novo item obrigatório, como sapatos ou casacos para o frio. É uma questão de segurança pública e de bom senso. Primeiro o porquê: Especialistas médicos e cientistas mostraram que usar uma máscara é uma das melhores maneiras de reduzir a propagação de fatores de contágio. Quando as máscaras se tornaram obrigatórias, houve uma situação de escassez, então as pessoas começaram a fazer suas próprias máscaras. Em vez de parecerem “médicas”, as pessoas comuns queriam se manter seguras e também tentar ficar estilosas, uma forma de estar na moda e ser funcional. Do ponto de vista da funcionalidade, as máscaras têm seus problemas. Seus óculos ficam embaçados. As máscaras são quentes e abafadas. Falar ao telefone é complicado. Seus earpods ficam fora do lugar ou presos. E o que você faz para evitar a contaminação quando deve tirá-la para comer ou beber enquanto está fora em público?

Como Futurista, por mais quanto tempo você prevê que estaremos usando máscaras enquanto saímos em público?

Vai demorar muito tempo até que o mundo volte a qualquer coisa que se pareça com o velho normal. Nosso novo normal, enquanto o mundo continua a combater o vírus e vacinar a maioria das pessoas ao redor do planeta, é continuar a usar máscaras. Reunir-se em lugares públicos, como estádios esportivos, cinemas, concertos e viagens aéreas, continuará a ser um “território das máscaras”.

Como você entrou na IA?

Meu interesse em todas as coisas de tecnologia e tecnologia futurista começou na escola primária. Hoje, a forma como faço música está entrelaçada com a tecnologia. A IA é uma forma mais nova e avançada de computação que vai mudar a maneira como fazemos tudo - dirigir, autenticar identidades, educação, justiça criminal e muitos trabalhos no atendimento ao cliente e funções de escriturário que eventualmente deixarão de existir. Para cada categoria de trabalho que deixar de existir, a IA criará toda uma classe de novas funções que ainda nem sequer conhecemos. Um trabalho que vem surgindo é ensinar computadores a reconhecer a voz humana, o tom, os sotaques e as múltiplas línguas. Outro papel é a Prevenção de Viés - se as máquinas estão tomando decisões, mas estão usando uma lógica errada, ou contêm um viés inato, o estado atual de comportamento discriminatório se perpetuará.

Você vem produzindo, apresentando e fazendo música durante a pandemia. Como está sendo?

A música tem sido meu retiro, um lugar para focar minhas preocupações e expressar o que sinto sobre o que está acontecendo no mundo. Fazer músicas que o Black Eyed Peas possa compartilhar e ajudar a levantar o espírito das pessoas e espalhar a felicidade é importante para nós. Não viajar tanto tem sido ótimo para a produtividade em termos de produção do primeiro álbum do Black Eyed Peas em oito anos e este álbum inclui cinco singles mega hit. Nós nos tornamos realmente criativos e estamos usando tecnologia para atuar remotamente, e de maneira socialmente segura para aparecer em especiais de TV e durante eventos ao vivo ao redor do mundo. Estamos nos levantando para lidar com empecilhos que são desafios temporários.

O que você tem feito para se ajustar ao fato de passar menos tempo viajando, e mais tempo em casa?

Viajar com menos frequência me deu mais tempo para fazer música, para me concentrar em administrar meus negócios e também para encontrar novas maneiras de aproveitar a tecnologia para trabalhar em torno dos obstáculos de não poder reunir-se, apresentar-se diante de um público ao vivo ou viajar. Também estou focando mais tempo na minha condição física pessoal, malhando todos os dias e andando de bicicleta com mais frequência. Já que sair para comer em restaurantes foi interrompido, estou cozinhando mais em casa e me tornei meu próprio chef vegano.